Bocaina de Minas

BOCAINA DE MINAS

As incursões dos bandeirantes em busca de ouro e pedras preciosas, determinaram o desbravamento da região do Vale do Rio Grande, criando-se inúmeras fazendas. Duas famílias, consideradas fundadores da localidade – Mariano e Quirinos – determinaram escolher o local para construção da capela. Em dia e hora marcados os dois chefes saíram a cavalo de suas residências, e, no local do encontro, seria erguida a capela. Assim, em 1790, no lugar denominado Martins, à margem direita do Rio Grande, onde se constituiu o povoado, foi erguido o templo.

A escolha dos fazendeiros, em ponto intermediário entre suas vastas terras, se tornou fator importante na ocupação e povoamento do território, aliado à proximidade ao Rio Grande, favorável às atividades agrícolas e pecuárias.

O núcleo populacional, em sua evolução, teve os seguintes nomes: Bocaina do Rio Preto, Bocaina de Aiuruoca, Arimatéia e, finalmente, Bocaina de Minas, em 1953. As Bocainas engastadas na Serra da Mantiqueira deram origem ao topônimo, Bocaina de Minas.

Distrito criado com a denominação de Rosário de Bocaina, pela lei províncial nº 866, de 14/05/1858, e lei estadual nº 2 , de 14/09/1891, subordinado ao município de Aiuruoca. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Rosário da Bocaina figura no município de Aiuruoca. Pela lei estadual nº 843, de 07/09/1923, o distrito de Rosário da Bocaina passou a denominar-se simplesmente Bocaina.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Bocaina figura no município de Aiuruoca. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31/12/1936 e 31/12/1937. Pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17/12/1938, transfere o distrito de Bocaina do município de Aiuruoca para o novo município de Liberdade.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Bocaina figura no município de Liberdade. Pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31/12/1943, o distrito de Bocaina passou a denominar-se Arimatéia. No quadro fixado para vigorar no Período de 1944-1948, o distrito Arimatéia figura no município de Liberdade.

Elevado à categoria de município com a denominação de Bocaina de Minas, pela lei estadual nº 1039, de 12/12/1953, desmembrado de Liberdade. Sede no atual distrito de Bocaina de Minas (ex-Arimatéia). Constituído de 2 distritos: Bocaina de Minas e Mirantão, ambos desmembrados de Liberdade. Instalado em 01/01/1954. Em divisão territorial datada de 01/07/1960, o município é constituído de 2 distritos: Bocaina de Minas e Mirantão, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alterações toponímicas distritais

Rosário da Bocaina para Bocaina alterado, pela lei estadual nº 843, de 07/09/1923.

Bocaina para Arimatéia alterada, pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31/12/1943.

Arimatéia para Bocaina de Minas alterada, pela lei estadual nº 1039, de 12/12/1953.

Transferência distrital

Pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938, transfere o distrito de Bocaina do município de Aiuruoca para o novo município de Liberdade.

Fonte: IBGE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site do Poder Legislativo de Bocaina de Minas